Catalunha aumentará o IRPF e o imposto sobre heranças

As alterações nos impostos na Catalunha / Pixabay
As alterações nos impostos na Catalunha / Pixabay
16 setembro 2019, Redação

A Generalitat da Catalunha finaliza a aprovação de uma reforma fiscal que levará ao aumento do IRPF ou do Imposto sobre heranças (Impuesto de Sucesiones), além da criação de novos impostos ecológicos. O objetivo é aumentar a receita, em relação aos últimos orçamentos de 2017 de 2.200 milhões de euros, que vêm do "aumento da receita, porque a economia cresceu", segundo Pere Aragonès, conselheiro da Economia.

Na opinião de Aragonès, a Catalunha passará de um PIB de 215.000 milhões de euros, em 2017, a um PIB que ultrapassará os 230.000 milhões de euros.

No que diz respeito ao imposto sobre o rendimento das pessoas singulares (IRPF), a reforma afetará várias secções, e não apenas os rendimentos elevados. Querem aumentar a progressividade. Numa entrevista à TV3, realizada pelo Europa Press, quando questionado sobre se as alterações a esse imposto serão feitas tanto em escalões mais altos como mais baixos, insistiu que tais alterações ocurrerão “a todos os níveis”, porque procuram proporcionar uma maior progressividade e, especificou que também pretendem introduzir melhorias para os rendimentos mais baixos.

Catalunha tem a maior taxa de imposto de rendimentos, na secção autónoma que lhe compete administrar. Assim, a taxa marginal de rendimentos superiores a 175.000 € é de 25,5% na secção regional, o que significa que os euros recebidos a partir deste montante são tributados a 48%, em comparação com a taxa máxima de 45% atualmente aplicada em Madrid, e que, com o novo governo do PP, Citizens and Vox procura reduzir ainda mais.

Quanto ao imposto sobre heranças, o Ministro da Economia assegura que vão tributar grandes heranças, mas não determinou como. Embora este imposto não atinja o nível de Madrid, onde é subsidiado em 99% em caso de herança a filhos, nesta região existem benefícios fiscais em heranças entre irmãos.

Assim, a herança de um irmão dotado de uma casa de 200.000 € e de 600.000 € em dinheiro, na Catalunha, exige o pagamento de 239.945 €, 30% do total, em comparação com 49% a ser pago em Múrcia (391.672 €), por exemplo, segundo cálculos do Registro de Economistas Asesores Fiscales (REAF).

Por último, estudam a criação de novos impostos ecológicos para combater as alterações climáticas e investir na melhoria dos transportes públicos, por exemplo. 

Artigo original em Cataluña anuncia subidas de IRPF, Sucesiones y nuevos tributos verdes (Cinco Días)

Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Preparado para encontrar a casa dos teus sonhos?

Encontra casas à venda e em arrendamento a largo prazo no idealista